A saúde mental sempre foi motivo de preocupação de especialistas das áreas da Psicologia e Psiquiatria, principalmente, porque muitos transtornos mentais podem ser controlados ou, até mesmo, prevenidos, impedindo a evolução para quadros mais graves. Com o prolongamento da pandemia da Covid-19, o assunto chama ainda mais a atenção para a importância dos cuidados com a saúde emocional, uma vez que tem contribuído, de forma significativa, para o aumento dos casos de problemas mentais em todo o mundo.

Para conscientizar toda a sociedade para a relevância do tema, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), promove o Setembro Amarelo, mês dedicado à prevenção do suicídio e ao reconhecimento da importância da saúde mental. E você sabe como identificar os sintomas de um transtorno mental? Conheça os principais sinais, quais são os transtornos existentes e as medidas preventivas para evitá-los.

 

Quais são os principais transtornos mentais e como se manifestam?

Os principais transtornos mentais existentes são a depressão, ansiedade, transtorno bipolar, esquizofrenia e os transtornos alimentares. Todos eles podem se manifestar de diferentes graus de intensidade e complexidade. Portanto, os sinais e tratamentos devem ser avaliados pelo psiquiatra ou psicólogo responsável pelo paciente, para um diagnóstico preciso do quadro.

Conheça os principais transtornos mentais e seus sinais de alerta mais relevantes:

– Depressão: geralmente, esse transtorno se manifesta pela tristeza profunda, por vezes, sem explicação; perda de apetite; distúrbios no sono, com episódios de insônia durante a noite e sonolência ao longo do dia; falta de objetivos e metas; sensação de culpa; dores no corpo; entre outros.

– Ansiedade: o transtorno de ansiedade pode ser acompanhado por quadros de nervosismo, tristeza, irritação, problemas de concentração, falta de ar, entre outros.

 – Transtorno Bipolar: consiste em episódios alternados e prolongados de euforia e depressão, ou seja, envolvem humor elevado ou irritado, e uma menor necessidade de sono.

– Esquizofrenia: o transtorno provoca alucinações, mudanças comportamentais, pensamentos desorganizados, desorientação mental, dificuldades de relacionamento, entre outros.

– Transtornos Alimentares: os sintomas são mais comuns entre os jovens e se manifestam pela anorexia nervosa (perda intencional de peso e recusa a se alimentar) e a bulimia nervosa (quando há a ingestão de grandes quantidades de alimentos seguida de vômito provocado, uso de laxante ou excesso de atividades físicas).

 

Quando os transtornos mentais podem representar risco à vida da pessoa?

Os transtornos mentais são desencadeados por diferentes fatores e em todas as fases da vida. O agravamento do quadro pode representar riscos à saúde e à vida, uma vez que a pessoa deprimida tende a perder completamente os objetivos e as razões para viver. Portanto, fique atento a qualquer sinal que se manifeste em você ou em seus familiares e amigos, pois essas doenças podem ser tão letais quanto quaisquer outras doenças físicas.

O primeiro passo para identificar a existência de transtornos mentais é entender que diante de uma situação de angústia, medo e estresse, é comum a existência de sentimentos negativos e que nos tornem mais frágeis emocionalmente, como, por exemplo, o prolongamento da pandemia da Covid-19.

O problema é quando esses pensamentos e sensações se estendem ou se agravam e a pessoa acometida não consegue lidar sozinha com a sua nova condição. Nesses casos, se não receber o tratamento adequado, pode evoluir para transtornos mais generalizados e, até mesmo, patológicos que, na pior das hipóteses, podem levar a pessoa a tomar medidas drásticas para pôr fim à própria dor.

Como prevenir os transtornos mentais?

Quando os sintomas se tornam mais potentes e começam a prejudicar a realização das atividades cotidianas, torna-se fundamental buscar ajuda médica e psicológica. Além do apoio dos profissionais de saúde para o início de um tratamento adequado, receber o carinho de familiares e amigos pode trazer muitos benefícios para recuperar a saúde emocional.

Além disso, outras medidas simples ajudam, e muito, a melhorar a saúde mental, inclusive, no controle do estresse, da ansiedade e da depressão. Dentre elas estão a manutenção de bons hábitos alimentares, manter  a qualidade do sono e praticar atividades físicas regularmente.

Se você conhece alguém que esteja passando por esses sintomas ou os reconhece em si mesmo, é chegada a hora de se cuidar ou cuidar dos seus próximos. Lembre-se: é possível prevenir ou controlar um transtorno mental e falar sobre o assunto pode ser o primeiro passo para romper com o tabu existente no Brasil sobre a importância do cuidado com a saúde emocional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *