COACHING INTEGRAL SISTÊMICO

A proposta da CPNA para o Coaching Integral Sistêmico diferencia-se um pouco do Coaching tradicional, por não ser exclusivamente voltado a melhoria de performance, otimização de processos e aprendizados de novas competências mas que, uma pessoa bem sucedida tenha todas as suas esferas de vida em equilíbrio e que o desequilíbrio em uma delas, não impacte nas outras.
 
Esta metodologia de Coaching traz um referencial teórico sistêmico e bioecológico do desenvolvimento humano.
 
Outras teorias que fazem parte do arcabouço teórico do Coaching Integral Sistêmico são:
  • Psicologia Positiva: visão do humano voltado a aprendizados a partir de toda e qualquer experiência;
  • Psicologia Cognitivo Comportamental: flexibilização e ressignificação de crenças e comportamentos;
  • Sociologia: relações sociais;
  • Antropologia: comportamento humano;
  • Teoria dos Sistemas: conexão e multideterminação da realidade de forma interdependente;
  • Filosofia: compreensão crítica e racional dos princípios humanos;
  • Física Quântica: estruturação e criação da realidade pessoal;
  • Pedagogia: estruturação metodológica e processos de aprendizado;
  • Administração: otimização de processos, melhoria contínua e compreensão dos princípios de liderança;
  • Ética: compreensão de valores na construção do caráter;